+55 (11) 2528-4181

Caco Barcellos

viva-caco-barcellos-2

Um jornalista brasileiro, repórter de televisão, que se especializou em investigações policiais e reportagens sobre crimes. Nasceu na periferia de Porto Alegre, onde desde menino testemunhou a brutalidade policial que ainda domina alguns setores da corporação.

Foi taxista e mais uma porção de coisas antes de se tornar repórter. Atualmente, trabalha para a Rede Globo e foi correspondente da emissora em Paris.

É o autor da obra ganhadora do Prêmio Jabuti “Rota 66”, livro que lhe custou oito anos de pesquisa, muitas noites de insônia e várias ameaças. Fala sobre a polícia que mata em São Paulo.

Depois do lançamento do livro, Caco passou um período fora do Brasil, pois sua vida corria risco – o livro irritou profundamente algumas esferas da Polícia Militar. Seu terceiro livro, “Abusado, o dono do morro Dona Marta”, é um relato do tráfico nos morros cariocas, de como “nascem” os traficantes e do relacionamento entre eles e a comunidade.

O livro recebeu muitas críticas porque alguns acharam que o repórter deu, ao final da leitura, uma visão positiva do traficante personagem da narrativa, que seria, na verdade, Marcinho VP.

Caco também é o autor do livro “Nicarágua: a revolução dos meninos” (sua primeira obra editorial), pouco conhecido, sobre o movimento sandinista que tirou o país das garras da ditadura de Somoza.

Ele cobriu a guerra como free-lancer e foi refém dos sandinistas (na verdade, de um grupo de garotos). Temia por sua vida, porque se a revolução fracassasse, ele poderia ser morto junto com os insurgentes. Mas tudo deu certo e o resultado foi um belíssimo livro, tocante e motivador. Com a narrativa peculiar de Caco, prende o leitor até o final – o que também acontece com os espectadores do brilhante profissional.

Caco foi ainda o vencedor do Prêmio Vladimir Herzog por uma reportagem feita para a televisão sobre os 20 anos do atentado militar, durante a ditadura, deflagrado no Rio-Centro durante as comemorações do Dia do Trabalho.

Hoje Caco Barcellos é apresentador do Profissão Repórter, quadro apresentado pelo Fantástico. Ele conduz cada programa direto das ruas, onde a notícia acontece. É dele a idéia de mostrar diferentes ângulos da notícia – com a ajuda de jovens repórteres – e de envolver cada profissional da equipe em todas as etapas da produção: da reportagem à edição.

Temas das palestras

– Profissão Empreendedora
– Profissão Repórter – O Jornalismo Investigativo no Brasil

Top
Desenvolvido por: